Secretário Fredo Júnior fala à Expressão sobre os desafios da Cultura em meio à pandemia e os trabalhos realizados em prol dos artistas de Araras

Por ocasião do lançamento da exposição cultural da Festa das Árvores, realizado na última segunda (07), o Secretario de Cultura de Araras, Fredo Junior, concedeu entrevista à Expressão para falar sobre o andamento dos trabalhos da Secretaria durante a pandemia.

“Gerir cultura em meio à pandemia é um desafio muito grande, por isso estamos empenhados em promover ações que retomem as atividades nesse primeiro momento no formato virtual, como foi o caso da exposição virtual em homenagem à cantora ararense Inhana, lançada no mês de março”, destaca Fredo.

Segundo ele, a Secretaria de Cultura de Araras dedicou-se, através do trabalho de toda sua equipe, que conta com a historiadora e Coordenadora do Educativo da Casa da Memória de Araras, Larissa Rizzatti Gomes e o bibliotecário Gustavo Grandini Bastos, a fazer um trabalho de resgate profundo da história da cultura do município, com uma curadoria que promovesse o devido reconhecimento e destaque aos artistas da cidade, como é o caso da cantora ararense Ana Eufrosina da Silva dos Santos, popularmente conhecida como Inhana.

“Trata-se de um reparo e um resgate histórico. Inhana é a maior referência artística da cidade, e infelizmente, pouco reconhecida pelo seu próprio povo. Contar sua trajetória é gravar o nome de Inhana também na história ararense”, ressaltou o secretário de Cultura, Fredo Júnior.

O Secretário também ressalta a preocupação da Cultura em acolher os artistas nesse momento de extrema dificuldade para a classe. “Queremos que a Secretaria de Cultura seja a casa de todos os artistas ararenses, que eles possam chegar aqui e sentir-se acolhidos e ouvidos em todas as suas necessidades. Nem sempre temos meios para solucionar todas elas, mas devemos dialogar em busca de melhorias, conversar com todos sem restrições ideológicas ou políticas. Posso afirmar com convicção que, hoje, a liberdade de expressão através da arte tem seu espaço garantido em Araras”, destaca Fredo Júnior.

Atualmente, a secretaria tem diversos projetos para democratizar cada vez mais o acesso à cultura. Segundo o Secretário, muitas novidades estão por vir, como a Escola de Artes que também está sendo trabalhada para ter uma plataforma de Ensino à Distância (EAD).

A criatividade impulsionada pela necessidade de reinvenção durante a pandemia, também levou a Secretaria da Cultura, em parceria com a de Meio Ambiente e Agricultura e de Educação, a promover o resgate histórico da Festa das Árvores. Araras foi pioneira no Brasil a comemorar o “Dia da Árvore”, em 07 de junho de 1902. A Festa das Árvores de 1902 aconteceu nos moldes do “Arbor Day”, evento realizado nos Estados Unidos, onde já se discutia o desenvolvimento da consciência ecológica nas pessoas, principalmente por meio da educação dos mais jovens.

Além disso, a Secretaria da Cultura também criou o Espaço Eco Cultural Pedro Cardoso, um espaço multiuso sustentável, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente e a UFSCAR Araras. “Este espaço aqui na Secretaria, aberto a todos, foi totalmente revitalizado como atividade prática para servir de exemplo e inspirar ações em prol da recuperação e cuidado com as nossas áreas verdes de Araras. Realizamos o plantio de árvores, teremos ervar aromáticas e medicinais e preparamos o espaço para que além de muito bonito, também seja utilizado por todos para a realização de palestras, contação de histórias, práticas de sustentabilidade que agreguem valor não somente para o Meio Ambiente, mas também para a qualidade de vida das pessoas”, completa Fredo.

Também como forma de movimentar o cenário artístico da cidade de Araras, a Cultura promoverá nos dias nos dias 11, 12 e 13 de junho, no Parque Ecológico, um evento Drive-In com shows de artistas locais. No dia 11, sexta-feira, o evento terá início às 18h e nos dias 12 e 13, sábado e domingo, às 16h. Para participar, é necessário doar 5 Kg de alimentos não perecíveis por veículo. O Fundo Social de Solidariedade (Fuss) irá direcionar as doações para aqueles que estiverem em situação de vulnerabilidade social.

“Queremos que a Secretaria de Cultura seja um espaço integrado de convivência e segurança para os artistas de Araras, que eles venham até aqui e sintam-se acolhidos, principalmente nesse momento tão delicado. Estamos atentos a tudo que podemos viabilizar para que todos tenham condições de levar adiante seus projetos e trabalhos mesmo que de forma remota para garantirmos a renda e o bem-estar dos representantes da cultura de Araras”, finalizou o Secretário de Cultura.

, , , , , ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.