Revista Expressão Edição 156: Excelência no trabalho com o desenvolvimento humano

Ana Maria Pereira Dionísio é psicopedagoga e possui uma extensa experiência na área da educação, ajudando o desenvolvimento de crianças e adolescentes.

Nascida na cidade de São Paulo, Ana Maria Pereira Dionísio é formada em Letras pela Universidade Braz Cubas e Pedagogia pela Universidade de Uberaba/MG, especializando-se em Psicopedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia/MG, fez também Mestrado em Psicologia – Universidade Federal de Uberlândia e é Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia.

Sua experiência profissional passa pela área de treinamento em empresas, pois trabalhou como Instrutora de treinamento na Fundação Bradesco, além de trabalhar como diretora de escola de idiomas CCAA, em São Paulo. Atua na área da educação há mais de 20 anos, ministrando aulas em escolas regulares na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio em escolas particulares, como a Rede SESI e a Escola Italiana Eugenio Montale em São Paulo e na rede pública, no Estado de São Paulo e no Instituto de Cegos do Brasil Central, entidade conveniada da Prefeitura de Uberaba, atendendo crianças e adolescentes com Deficiência Visual apenas e com Deficiência Visual associada ao Transtorno do Espectro Autista,  Síndrome de Down, Paralisia Cerebral, Transtorno Global do Desenvolvimento e Surdo-cegueira.

Já no nível superior, atuou nas universidades Unicsul (São Paulo), Uniradial-Estácio (São Paulo), Universidade Federal do Triângulo Mineiro(Uberaba) como professora substituta. Recentemente, ministrou o módulo de Teorias da Aprendizagem no curso de Especialização em Psicopedagogia das Faculdades Integradas Einstein de Limeira, a convite da Professora Me. Rita de Cássia Santos Almeida. Outro trabalho importante que realizou no início de 2019 foi a produção de material didático para a disciplina de Processos de Inclusão Escolar do curso de Pedagogia EAD da Fundação Hermínio Ometto(FHO)/Araras. Ainda na Universidade Federal do Triângulo Mineiro atuou como Orientadora no atendimento Psicopedagógico no projeto de extensão “Escola Hospital: atendimento educacional às crianças e adolescentes no Hospital de Clínicas da UFTM”, no qual seu foco foi o atendimento no leito de uma paciente com Atrofia Muscular Espinhal (AME) para a fase inicial de alfabetização, na pediatria de crônicos.

Com toda essa experiência  na área da educação, Ana Maria acredita que cada um tem um tempo para aprender, um estilo de aprendizagem e uma história de aprendizado que faz com que aprenda com mais facilidade ou não, e é nesses aspectos que baseia o seu trabalho todos os dias tanto no consultório, como nos espaços escolares e não escolares.

O valor da Psicopedagogia na atualidade
A Psicopedagogia nasceu da necessidade de uma melhor compreensão do processo de aprendizagem e desenvolvimento humano, que é o seu objeto de estudo e sobre o qual busca constituir um corpo teórico a partir da complexidade que ele apresenta. Ao observamos o contexto social em que vivemos, no qual há o endeusamento das tecnologias em detrimento das relações e a falta do hábito de leitura, percebemos que as dificuldades de aprendizagem entre crianças e adolescentes cresceram muito. No entanto, é preciso ir além e ter uma melhor compreensão de como funciona o processo de aprendizagem e desenvolvimento do ser humano para, a partir disso, criar estratégias que sejam efetivas e ajudem na superação dessa condição.

Compreender a realidade de cada criança, estudar seus hábitos e descobrir o real motivo da dificuldade em aprender são os primeiros passos para elaborar um programa de trabalho que seja eficaz. Um aspecto importante a ser ressaltado é que a dificuldade de aprender coloca o sujeito na contramão da história.  Ao considerarmos o ambiente escolar, podemos dizer que enquanto o todo avança, aquele que apresenta dificuldades de aprendizagem, muitas vezes estagna e o fracasso corrói a esperança que até então habitava seu ser. Nesse momento ele precisa de alguém que acredite que ele é capaz e o ajude a superar suas dificuldades e desenvolver suas habilidades.

“Trabalhar na área da Psicopedagogia é uma paixão! Olhar para uma criança, adolescente ou um adulto com dificuldades de aprendizagem, mas perceber que por trás daquela dificuldade existe uma inteligência que é capaz de superar e realizar coisas maravilhosas é fantástico!”, afirma Ana Maria.

Em cada um dos seus pacientes, a psicopedagoga mantém o foco na necessidade específica que apresenta, considerando sua condição, ou seja, um trabalho voltado para o que o paciente apresenta como positivo (o que ele tem e não o que lhe falta!) e que possa ajudá-lo, por meio da intervenção, a superar a dificuldade, seja ela uma dificuldade de aprendizagem ou devido a uma deficiência ou transtorno. Dessa forma, o objetivo é que o paciente se desenvolva, crie autonomia e não necessite permanecer durante anos com o acompanhamento psicopedagógico.

Ana Maria dá atenção aos mínimos detalhes, de maneira a fazer um acompanhamento também com os pais, professores e demais profissionais que estejam envolvidos com a educação e o bem-estar da criança. Essa atitude faz com que o trabalho psicopedagógico seja completo envolvendo todas as pessoas relacionadas com o paciente para que o desenvolvimento se dê de forma plena.

Uma outra linha de trabalho é a de reforço escolar e orientação de estudos. Muitas vezes a criança, o adolescente e mesmo o adulto não têm uma dificuldade de aprendizagem específica, mas não sabem se organizar para estudar de uma forma que otimize o seu rendimento acadêmico, para esses Ana Maria elabora programas específicos de como se organizar em suas tarefas e atividades.

Além disso, também presta serviços para empresas na área de treinamento e cursos de aprimoramento voltados para o desenvolvimento e qualificação de funcionários para a retenção de talentos na empresa. Há quatro anos, também atua como revisora de Português/Inglês e tradutora de artigos acadêmicos para a Revista da ABRAPEE – Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional.

Ana Maria organizou e publicou um livro em parceria com uma professora do Instituto Federal do Triângulo Mineiro, Marina Beatriz Ferreira Vallim, Olhares sobre a deficiência: possibilidades e recursos. Pensando no futuro, pretende escrever uma outra obra sobre as experiências com a psicopedagogia na área da deficiência e dos transtornos do desenvolvimento. Entre os meses de outubro e novembro pretende ministrar uma palestra para pais e profissionais da educação em Araras.

Todo o seu trabalho tem como foco a exploração do potencial de cada paciente por meio de um trabalho humanizado, que tem como propósito desenvolver as habilidades de seus pacientes de maneira efetiva. Esse trabalho passa pela avaliação, estabelecimento de objetivos concretos, elaboração de um programa de trabalho e estratégias eficazes para a superação das dificuldades no decorrer do processo, oferecendo oportunidades para que os pacientes superem suas dificuldades e desenvolvam suas habilidades.

Fonocenter
Rua Coronel André Ulson Jr, 121, Centro – Araras/SP
(19) 3352-9669 / (19) 98430-3764

Para saber mais adquira a edição 156 da Revista Expressão na Agência Feres ou entre em contato conosco!
(19) 3544-8779 / (19) 99299-2057

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.