Pesquisa do CEPE/FHO analisa a percepção das pessoas sobre a qualidade de vida

Uma pesquisa realizada pelo CEPE – Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas da Fundação Hermínio Ometto (FHO) identificou a percepção das pessoas de Araras e região a respeito da qualidade de vida, tendo em vista quatro dimensões gerais, os aspectos: “Físico”, “Psicológico”, das “Relações Sociais” e o “Meio Ambiente”; e sua avaliação sobre as próprias condições de vida.

O levantamento de dados foi realizado pelos alunos do grupo entre os meses de março e maio deste ano e entrevistou 278 pessoas, sendo 84 delas de Araras, e as demais dos municípios de Americana, Conchal, Cordeirópolis, Cosmópolis, Hortolândia, Ipeúna, Itapira, Leme, Limeira, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Piracicaba, Pirassununga, Rio Claro e Santa Gertrudes.

De acordo com os resultados obtidos, é clara a tendência de correlação positiva entre renda e satisfação no domínio psicológico, o que significa que pessoas com maiores salários estão mais satisfeitas psicologicamente, alegando maior facilidade de concentração, aproveitarem mais a vida e terem menos pensamentos negativos. “É interessante que essa correlação positiva também foi observada entre a idade e o domínio psicológico. Assim, os dados apontam que os indivíduos com idades nos intervalos mais avançados apresentam maiores satisfações que os mais jovens”, comentou o Prof. Dr. Oto Murer Küll Montagner, responsável pelo CEPE/FHO.

Outro destaque é o fato de que, em comparação com o relatório do mesmo período do ano passado, o nível de qualidade de vida melhorou em todos os aspectos. “Com isso, pode-se avaliar que o segundo trimestre de 2020 foi marcado por muita incerteza devido ao avanço da pandemia de Covid-19, o que, possivelmente, influenciou negativamente o índice. Já no período atual, embora não tenha havido uma melhora efetiva no controle da pandemia, contamos com o avanço da vacinação e maior clareza sobre o caminho para a superação – mesmo que temporária – do problema, seja do aspecto sanitário ou econômico, o que pode ter levado a essa mudança”, explicou.

O Índice de Qualidade de Vida produzido pelo CEPE/FHO tem como referência a Pesquisa de Qualidade de Vida organizada ACIRP (Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto) e pela Fundace (Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia – USP-RP). De acordo com o Prof. Oto, o projeto é importante pois mensura, de maneira objetiva, um aspecto subjetivo, que é a qualidade de vida dos cidadãos. “Assim, complementa-se os agregados econômicos que já são normalmente divulgados pela mídia, permitindo analisar a evolução da qualidade de vida em relação a essas dimensões. Além disso, como as entrevistas são realizadas com pessoas na região de Araras, as informações são muito úteis e esclarecedoras para o acompanhamento da qualidade de vida, permitindo identificar padrões específicos do local, se comparado com um índice nacional ou estadual”.

Sobre o CEPE/FHO

O CEPE – Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas da Fundação Hermínio Ometto (FHO) é um grupo composto por alunos e professores de graduação, com o objetivo de oferecer informações com credibilidade à comunidade de Araras e região, por meio dos projetos “Cesta Básica”, “Confiança do Consumidor”, “Mercado de Trabalho” e “Qualidade de Vida”.

 

Fonte: FHO

Imagem: Divulgação

, , , , , ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.