Pediatra indica cuidados essenciais para evitar acidentes domésticos no período de férias

A Dra. Patrícia Terrível, pediatra humanizada fala sobre cuidados básicos que podem evitar graves acidentes e ressalta que não existe idade limite quando o assunto é o cuidado com as crianças.

É só o mês de férias começar que os pais se preocupam com atividades extras para as crianças. Durante a pandemia a maioria das crianças passaram a estudar de forma remota, e seus pais a trabalharem no sistema home office, mas quando chega o momento de férias as crianças passam a ficar 100% do seu tempo livre, e nesse momento é que acidentes que poderiam ser evitados podem acontecer. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, cerca de 200 mil acidentes domésticos envolvendo crianças acontecem por ano no Brasil, com a chegada das férias esse índice de acidentes pode aumentar em até 25%, segundo a instituição.

 “A maioria das hospitalizações entre crianças e adolescentes nesse período são devido a quedas, queimaduras, atropelamentos e afogamentos. São acidentes que acontecem e podem ser evitados se algumas medidas protetivas passem a fazer  parte da rotina da família”, comenta Dra. Patty Terrível, pediatra humanizada.

Para atentar aos pais nesse período, a profissional apresenta alguns cuidados essenciais para o dia a dia dos pequenos. São eles:

  • Evite cozinhar e manipular líquidos quentes com a criança no colo;
  • Vire os cabos das panelas para trás;
  • Deixe a tampa do vaso sanitário sempre fechada, porque a criança pode se afogar com pequenos volumes de água;
  • Sempre esvazie tanques, bacias e baldes e coloque-os de boca para baixo;
  • Redobre a atenção com banheiras, piscinas e rios. Nesses casos, equipe a criança com colete salva-vidas e a mantenha sob supervisão de um adulto a um braço de distância;
  • Guarde armas de fogo e armas brancas (faca, agulha, martelo, etc.) fora do alcance dos pequenos;
  • Não guardar produtos de limpeza líquidos em garrafas de refrigerante, água e entre outros. Isso pode despertar a curiosidade da criança para ingerir.

Ela ainda ressalta que, esses cuidados são pequenos, mas merece muita atenção, qualquer cuidado é pouco quando se trata de crianças.

“As crianças sem atividades de lazer tendem a se entediar vão logo procurar coisas diferentes e explorar a curiosidade. O mês das férias é sempre um dos mais propícios a esses casos, então costumo sempre oferecer uma programação de férias educativa para os pais manterem essa atenção”, finaliza.

Fonte: Dra. Patrícia Terrível, pediatra pró amamentação, neonatologista, formada pela universidade de Santo Amaro, pós-graduação pela IBCMED em UTI Neonatal e UTI Pediatrica. Idealizadora do projeto Corrente de Amor pelo SUS.

, , , , ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.