Lei Maria da Penha: 12 anos combatendo a violência contra a mulher

A Lei Maria da Penha foi criada no ano de 2006 com o objetivo de inibir a violência contra a mulher e esta semana completou 12 anos. O nome escolhido é em referência à Maria da Penha Maia Fernandes, que sofreu dois atentados do seu próprio marido por 23 anos e ficou paraplégica após uma tentativa de assassinato. Depois de anos de sofrimento foi em busca da resolução do seu problema e também deu início ao combate da violência contra a mulher.

O balanço divulgado pelo Ministério dos Direitos Humanos (MDH), mostra que por meio do Ligue 180, canal para denúncias de violência contra a mulher, recebeu 72.839 notificações apenas no primeiro semestre deste ano. A violência física foi o crime mais registrado no período, com 34 mil casos, seguida da violência psicológica, com 24.378, e da violência sexual, correspondendo a 5.978 casos.

A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em delegacias e órgãos especializados, onde a vítima procura amparo e proteção. O Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas. As manifestações também são recebidas por e-mail, no endereço [email protected]

Este é um assunto que merece muita atenção, pois mulheres são agredidas e mortas todos os dias muitas vezes por omissão daqueles que estão por perto e não querem tomar uma posição frente a esta situação. Por isso, se você não passa por este tipo de problema, mas conhece alguém que enfrenta algo relacionado, denuncie, faça a sua parte.

 

Fonte: brasil.gov

, ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.