Índice de infartos aumenta no inverno

Com as temperaturas mais baixas é preciso estar ainda mais alerta em relação aos sintomas que indiquem um infarto

O inverno é um período do ano em que é preciso tomar alguns cuidados especiais em relação à saúde, uma vez que com as temperaturas mais baixas as veias do coração se contraem de forma a dificultarem a passagem do sangue.

Estudos realizados pelo Instituto Nacional de Cardiologia em diferentes países mostram que, em comparação com as outras estações do ano, durante o inverno, o número de infartos cresce, em média, 30% e os de AVC, 20%. A estimativa é que a cada dez graus de queda na temperatura haja um aumento de 7% no índice de infartos, especialmente quando os termômetros atingem marcas inferiores a 14ºC.

Dessa forma, é essencial ficar atento aos sintomas que podem surgir e que indiquem o infarto. Alguns deles são:

  • Dor do lado esquerdo do peito;
  • Mal estar;
  • Dor nas costas;
  • Náusea, indigestão, azia ou dor abdominal;
  • Palidez
  • Suor frio
  • Confusão mental

Estes são alguns dos sintomas que podem estar ligados ao infarto, e quando a pessoa sentir uma dor intensa entre a boca e o umbigo que dure mais de 20 minutos atrelado a mais alguns dos sintomas apresentados acima, o corretor é procurar imediatamente um hospital ou ligar para o 192 e acionar o SAMU, especialmente em casos de histórico de diabetes, pressão alta, obesidade e colesterol elevado.

Existem algumas atitudes que podem ser tomadas durante o inverno e que ajudam a prevenir problemas que resultem em um infarto, são eles:

  • Agalhar-se bem ao sair de casa;
  • Ter uma alimentação saudável durante todo o ano;
  • Praticar atividades físicas com cautela e de preferência em locais fechados.

, ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.