Dicas para ter um sono de qualidade no verão

No verão, aproveitamos roupas leves, atividades ao ar livre, banhos de piscina e bebidas refrescantes. No entanto, a alegria de quem adora esta época pode acabar quando chega a hora de dormir. Dificuldade para pegar no sono, mexer-se muito na cama e acordar várias vezes são algumas situações enfrentadas nos períodos de altas temperaturas.

“No calor, a temperatura elevada do corpo o mantém em estado de alerta e impede que o sono atinja seus níveis mais profundos, fazendo com que as pessoas tenham um sono de má qualidade. Uma noite mal dormida pode provocar dor de cabeça e falta de concentração no dia seguinte. Em longo prazo, a privação do sono pode levar a depressão e obesidade. Infelizmente, 40% dos jovens adultos tem uma duração de sono inferior a sete horas por noite. O ideal é que se tenha, em média, de sete a oito horas de sono por noite”, afirma Dra. Claudia Chang, pós doutora em endocrinologia e metabologia pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

Para tornar possível uma noite de sono com qualidade durante o verão, a especialista sugere dicas importantes. Confira:

 Use roupas leves e frescas, e opte pelos lençóis de algodão e linho, ao invés dos sintéticos, pois esquentam menos.

“Se você transpira muito à noite, prefira os travesseiros mais frescos, como os de látex ou aqueles com manta em gel, que proporcionam maior conforto térmico devido à ventilação entre a parte interna e externa. Também é aconselhável o uso de uma capa impermeável para evitar que o suor e outras secreções migrem para o travesseiro, evitando a proliferação de ácaros, fungos e bactérias, capazes de desencadear crises alérgicas típicas do verão”, aconselha Claudia Chang.

Deixe o quarto arejado durante o dia e, se possível, uma brecha na janela também à noite, para o ar circular.

Ventilador é uma ótima alternativa para os dias mais quentes. “Aposte nos silenciosos e não o deixe virado direto para o corpo, pois o vento contínuo pode te deixar com frio, fazendo você despertar no meio da noite”, diz Claudia Chang.

Caso prefira ar-condicionado, se lembre que ele deve estar com o filtro limpo e em temperatura agradável, em torno de 24 graus. Como o ar-condicionado resseca o ar, o ideal é colocar uma bacia de água no quarto, para umidificar o ambiente.

Hidrate-se bem ao longo do dia, mas pegue leve na hora de deitar para não ficar com vontade de ir ao banheiro durante a madrugada.

“Tomar muita água antes de dormir fará com que seu sono seja interrompido pela necessidade de urinar”, diz Claudia Chang.

Faça refeições leves à noite.

Digerir comidas pesadas neste horário pode atrapalhar o sono. Além disso, acredita-se que noites mal dormidas tenham papel central na predisposição a ganho de peso, podendo prejudicar o emagrecimento.

Bebidas estimulantes, como chá verde e café, devem ser evitadas no período noturno. “A cafeína tem duração de quatro horas no organismo. Portanto, o ideal é que o último consumo seja por volta das 16 horas”.

Exercícios físicos e atividades que exigem concentração (ou que podem aumentar o nível de ansiedade) devem ser evitados perto do momento de dormir.

“Isso porque a produção de adrenalina e cortisol segue uma tendência contrária ao fluxo noturno do organismo, já que durante a noite, o corpo está se preparando para uma pausa nas atividades, e os exercícios podem criar uma agitação que irá afugentar de vez o seu sono”, finaliza Claudia Chang.

 

 Fonte: Dra. Claudia Chang, pós doutora em endocrinologia e metabologia pela USP.

Imagem: Divulgação

,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.