Dia Internacional contra a LGBTfobia é celebrado nesta segunda (17)

17 de maio é o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia. A data marca a retirada da homossexualidade do catálogo de doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1990. Já são 31 anos desde essa mudança significativa e neste período as conquistas LGBT avançam.

De lá pra cá, por exemplo, o Supremo Tribunal Federal aprovou a união civil entre homossexuais em 2011, facilitou a retificação do nome de pessoas trans em 2017, criminalizou a LGBTfobia em 2019 e colocou fim à proibição da doação de sangue por homens gays, bissexuais, mulheres trans e travestis em 2020.

Hoje, já há mais espaço para gays, lésbicas e trans em todos os espaços da sociedade, inclusive no mercado de trabalho, pois cada vez mais empresas entendem a importância da inclusão e da diversidade como benefício real para seus colaboradores e clientes. Ainda assim, existem alguns casos de preconceitos nas organizações menores, em situações do cotidiano, dentro da própria estrutura familiar ou em escolas e universidades.

É importante destacarmos que o combate ao preconceito depende não somente de Leis e decisões de tribunais superiores, mas de cada um de nós, cidadãos que exercem plenamente seus deveres e direitos. Cada um de nós precisa e deve preservar os direitos iguais do outro, seja qual for sua orientação sexual, inibindo ações preconceituosas e trabalhando pela conscientização sobre o respeito ao movimento LGBT.

Um estudo recente divulgado pela OutNow aponta que atualmente no Brasil apenas uma em cada três pessoas fala abertamente sobre sua orientação sexual ou identidade de genêro no trabalho, o que mostra que essas pessoas ainda têm receio de serem excluídas da convivência com as pessoas ou sofrerem algum tipo de discriminação. Não poder posicionar-se abertamente como o ser humano que é, pode ainda trazer consequencias muito sérias para a saúde mental e auto-estima das pessoas.

Na cidade de Araras, temos um exemplo de muita determinação e superação, a servidora do SAEMA, Luíza Trajano, que se dedica ao seu trabalho na autarquia municipal há 8 anos e recentemente foi convidada para representar Roraima no concurso internacional Miss Beleza T Brasil.

“Sinto-me orgulhosa de trabalhar no Saema, uma empresa que nunca colocou obstáculo, sempre me apoiou e me incluiu sem nenhum tipo de diferença. Estou recebendo o maior apoio de todos neste sonho incrível da minha vida.”, falou.

, , ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.