Corrida do jeito certo

Um espaço para atletas que correm e para quem pretende iniciar a prática da corrida, sem lesões ou dores

Correr é um dos esportes mais acessíveis às pessoas pelas facilidades que oferece. Mas, embora pareça simples, a atividade exige – e muito – atenção especial a detalhes fundamentais para garantir treinos e provas sem dores, lesões ou outros problemas que podem até impedir a continuidade da prática.

“Correr não é tão fácil e nem tão simples quanto parece. É preciso alguns cuidados antes de iniciar os treinos. O principal deles é procurar um médico especializado e também orientação profissional adequada”, orienta o médico David Salomé. Especializado em medicina do Esporte, ele realiza avaliações personalizadas junto a atletas amadores e profissionais que já praticam corrida e também junto àqueles que pretendem iniciar os treinamentos, no Instituto Nelson Salomé – Medicina do Esporte, Tratamento da Dor e Reabilitação.

O primeiro passo é uma análise detalhada das condições cardiológicas, ortopédicas e musculares dos corredores – ou futuros corredores. “Um desequilíbrio muscular, por exemplo, pode alterar todo o padrão da corrida. Conseguimos corrigir isso com sessões de fisioterapia e evitar problemas durante os treinos e provas”, adianta.

Pisada, angulação de articulações como joelho, tornozelo, quadril e coluna, além do movimento dos braços durante a corrida também são alguns dos itens analisados pelo médico durante a avaliação, que é realizada na esteira e filmada em vários planos para que todos os detalhes sejam observados.
O objetivo é prevenir lesões durante a prática da atividade física. “Quanto mais próximo o atleta ou amador estiver dos ângulos ideais, melhor a absorção do impacto e menor as chances de lesões”, explica.

De acordo com Salomé, problemas nos joelhos representam metade das lesões em membros inferiores ocasionadas por corrida.

“O impacto de cada passada numa corrida impõe aos joelhos uma sobrecarga que pode chegar a cinco vezes o peso do praticante. E muitas pessoas começam a correr com sobrepeso ou sem preparo muscular adequado, o que agrava diretamente este impacto”, observa.
Por isso, após a avaliação médica, ele reforça que os atletas devem fazer ativação/fortalecimento muscular e, principalmente, a correção postural.

“Quem já sente dores ou apresenta lesões precisa ser tratado antes de começar ou voltar a correr. Não adianta forçar porque o problema só tende a piorar”, alerta.

A elaboração da planilha de treinamentos também deve ser criteriosa e feita por um profissional de educação física. De acordo com Salomé, o ideal é aumentar em 10% ao mês a distância dos treinos. “Mais do que isso pode representar excesso e acarretar sobrecarga nos músculos e articulações”, finaliza.

Observados estes cuidados, é só ter disciplina, foco e aproveitar os muitos benefícios que a corrida proporciona, tanto física quanto psicologicamente.

Patrocinador:
Instituto Nelson Salomé
Rua Armando Salles de Oliveira, 556 – Centro – Araras/SP
www.insalome.com.br
@instituto_nelson_salome insalomé
fb.com/insalome
(19) 3351-0608 / (19) 3351-0758 / (19) 98164-0919
Segunda a sexta-feira das 6h às 22h

,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.