Ararense lidera projeto de fiscalização de obras públicas do TCESP

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), sob a liderança do ararense Tedy Colombini, vem desenvolvendo um sistema que tem como objetivo prevenir possíveis desvios de recursos na execução de obras públicas no Estado e em seus 644 municípios fiscalizados.

“Somente em 2019, foram informados ao TCESP quase 8 mil contratos de obras, que totalizam mais de 10 bilhões de reais. Esses contratos apresentam extensas planilhas orçamentárias com preços de todos os itens utilizados na obra. A fiscalização manual desses contratos é improdutiva, limitada e sujeita a erros”, explica Tedy Colombini, que tem graduação em Ciências da Computação e atualmente cursa pós-graduação em Perícia Digital e Computação Forense.

O FARO (Ferramenta de Análise de Risco de Obras), projeto que vem sendo liderado por ele, utiliza sistemas de inteligência e banco de dados para cruzamento de informações, com bases em tabelas de referência, orçamentos e valores unitários de obras públicas, e permite identificar casos que se desviam do padrão de normalidade, tornando a fiscalização mais abrangente e efetiva.

Este projeto foi um dos 30 selecionados, entre os mais de 1300 inscritos, para o 6º Seminário Internacional de Análise de Dados da Administração Pública – evento organizado anualmente pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A apresentação, feita por Tedy Colombini no último dia 29, foi transmitida ao vivo no canal do TCU na plataforma Youtube.

“O próximo passo será processar automaticamente outros documentos referentes às obras, como termos aditivos e planilhas de medição, para que a fiscalização eletrônica seja cada vez mais rigorosa”, completa o agente de fiscalização.

, ,

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.