1º Festival Inhana da Canção de Araras acontece no final deste mês. Focado na música regional, evento homenageia cantora da cidade Ana Eufrosina dos Santos -Inhana

1º Festival Inhana da Canção de Araras acontece no final deste mês. Focado na música regional, evento homenageia cantora da cidade Ana Eufrosina dos Santos (Inhana)

 

Confira matérias na íntegra pelo portalexpressao.com.br e siga nossas redes sociais pelo @expressaoararas

 

A cidade de Araras sedia, nos próximos dias 25, 26 e 27, o 1º FICAR  (Festival Inhana da Canção de Araras). Homenageando a cantora da dupla Cascatinha e Inhana, o evento nasce para se transformar em um evento de referência na cidade, região e no calendário brasileiro de festivais.

A Secretaria Municipal de Cultura de Araras disponibilizou um hotsite com todas as informações e localizações dos palcos no link bit.ly/LinksdaCultura. “O resgate da memória e da importância de Ana Eufrosina dos Santos (Inhana) era uma dívida histórica que começamos a honrar. Em 2021 lançamos a exposição virtual desta grande artista, mulher e negra, em uma época dominada por preconceitos. Tratou-se de uma ação planejada, que nos permitiu chegar até a concepção e realização do sonho de criarmos um festival de música em Araras que pudesse ultrapassar os limites da cidade e alcançar o Brasil. E ele está nascendo”, explica Fredo Júnior, secretário municipal de Cultura.

“Esta primeira edição será no formato de ‘mostra’, sem o caráter competitivo. Funcionará como uma apresentação do projeto à cidade e ao circuito dos festivais do país. Já em 2023, o formato adotado seguirá o modelo tradicional, com eliminatórias local, nacional e uma grande final, com distribuição de prêmios”, acrescentou Fredo.

Outra novidade deste tipo de evento é a descentralização. “Testada no Natal Iluminado, a distribuição das atrações nos bairros faz parte do nosso projeto de democratização e inclusão cultural para o município. Atenderemos as quatro regiões da cidade, mais o centro, durante os três dias do festival”, ressalta o secretário. “É importante fazer essa ponte e ocupar esses espaços com a arte e a cultura,” completa Johnny Mau, chefe de serviços da secretaria.

“Para mim o festival é um verdadeiro marco: não só para cidade de Araras mas para toda a região”, opina Wanderson Lima, violeiro ararense que vive há 15 anos em Poços de Caldas/MG. “É uma iniciativa maravilhosa, que ao mesmo tempo que homenageia essa excepcional cantora, filha de Araras, também proporciona ao público um contato próximo, direto, com essa manifestação tão ímpar, singela e ao mesmo tempo grandiosa, chamada  música raiz”, completa. “É uma ideia sensacional porque não é só uma homenagem: também vai  apresentá-la às novas gerações. Uma iniciativa digna de aplauso que, com toda certeza, merece fazer parte do calendário cultural de Araras”, conclui Wanderson.

“Ver nascer um festival em Araras é uma alegria, pois nossa região cumpre seu papel de valorizar a arte e a cultura. Ficamos honrados com o convite para participar de tão importante e relevante iniciativa”, diz o compositor José Farid Zaine, do consagrado grupo Avena, também secretário municipal de Cultura de Limeira e idealizador de festivais como o Canta Limeira, Musical Ecológico – MEL  e FestiAfro, em Limeira, o  Americanta, em Americana, o Viola D´Oeste e A Canção da Terra em Santa Bárbara d´Oeste.

Outras informações sobre o 1º FICAR podem ser obtidas pelo telefone 3541-5763 (Secretaria Municipal de Cultura) e pelo link bit.ly/LinksdaCultura.

Secom/Prefeitura de Araras

 

Informações e sugestão de pauta para a Expressão pelo WhastApp (19) 9.9299-2057

 

#Expressão30Anos #RevistaExpressão #SociedadeArarense # NoticiasdeAraras # SaúdedeAraras #MúsicaRegional #Cascatinha e Inhana #CulturaAraras #GentedeExpressão #InteriordeSãoPaulo  #LivrodeMemóriasLegado #PrêmioMulheresdeExpressão2022 Reconhecimento #Homenagens

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.