113 anos da Santa Casa de Araras – conquistas, inovações e perspectivas

 

113 anos da Santa Casa de Araras – conquistas, inovações e perspectivas

 

Siga a gente nas redes sociais pelo @expressaoararas

 

Família tradicional de Araras vai bancar custos de implantação de um novo Centro Cirúrgico, no 3º andar do hospital; valor da obra é estimado em mais de R$ 2 milhões

Novembro de 2021 marca 113 anos da inauguração do “Hospital São Luiz”, a Santa Casa de Araras, e a direção da instituição decidiu marcar a data com um Coffee break reunindo a imprensa, alguns colaboradores, os irmãos que compõem a Diretoria e Conselho Fiscal,representantes da Associação São Luiz Saúde, dos poderes Executivo e Legislativo, e parceiros.

O hospital foi inaugurado em 11 de novembro de 1908. Na época, foi instalado no antigo prédio da Câmara Municipal de Araras, próximo da Praça Barão, onde ficaria pelos primeiros anos de funcionamento.

O encontro para celebrar o aniversário de inauguração aconteceu no Salão Nobre da Santa Casa, nesta sexta-feira, 26 de novembro,com número restrito de participantes por conta dos cuidados ainda necessários em relação à pandemia.

Recepcionaram os convidados o provedor da Santa Casa, Eduardo de Moraes, o diretor técnico do hospital, o médico Helder Camargo Preto e o gestor voluntário da Santa Casa, empresário Hildebrando Xavier de Sousa.

Participaram da mesa solene, além deles, também o secretário municipal de Saúde, o médico Agnaldo Píscopo e o prefeito de Araras, Pedro Eliseu Filho (PSDB).

Durante o encontro, a direção da Santa Casa elencou algumas das mais relevantes conquistas recentes da instituição, obras que melhoraram e estão modernizando a estrutura física do hospital, e aprimoramento do parque hospitalar como um todo, com a inclusão de equipamentos que fazem parte do “legado” da pandemia da COVID19.

Foram informados também avanços na área de gestão e governança da Santa Casa, e expressas algumas expectativas para o ano de 2022.

Pelos conselhos da Irmandade estiveram presentes Eloy Pinton Filho, Rui César Alves, Sérgio Sebastião Martini, Leandro Cerbi, Luiz Carlos Franzini, Roberto Daltro Júnior, Antonio Garcia Júnior, Antonio Venezian e Eduardo Michel Feres.

Novo Centro Cirúrgico de mais de R$ 2 milhões

A Santa Casa de Araras iniciou, nas últimas semanas, uma obra com custos estimados em mais de R$ 2 milhões, para a implantação de um novo Centro Cirúrgico. Para viabilizar a obra, a Pediatria foi remanejada, deixando o último andar do prédio do hospital, passando a funcionar, em plenas condições técnicas, na ala Fábio Prado, no primeiro andar.  A previsão é de que o novo Centro Cirúrgico leve cerca de até 18 meses para ficar pronto.

De acordo com Helder Camargo Preto, médico e diretor técnico da Santa Casa, o novo Centro Cirúrgico vai ocupar aproximadamente 700m2 de área construída, com sete salas cirúrgicas – uma a mais do que existe atualmente – além dos demais anexos necessários.

Segundo o diretor técnico, o novo Centro Cirúrgico será moderno e atenderá todas as mais recentes exigências do Ministério da Saúde, e em linha com inovações tecnológicas de ponta.

“O local será preparado para receber equipamentos de alta tecnologia, incluindo toda a infraestrutura e instalações para as cirurgias que utilizam equipamentos de robótica, algo que já existe em cidades maiores, e para o que nós devemos, sem dúvida, estarmos prontos”, comenta ele.

As obras do novo Centro Cirúrgico serão custeadas por doação de uma família de empresários locais, que, no entanto, pediu para não ter o nome divulgado. O recurso doado é exclusivo para essa obra.

O provedor da Santa Casa, Eduardo de Moraes, falou da importância da doação da família para o novo Centro Cirúrgico. “É um gesto de amor ao hospital e à população de Araras e região, que vai se beneficiar dessa grande obra”, comenta ele.

Gestor voluntário da Santa Casa, o empresário Hildebrando Xavier de Sousa, também enfatizou a relevância da contribuição. “Um ato louvável e que vai fazer a diferença para muitas pessoas, e ajudar a salvar ainda mais vidas”, afirmou.

Modernizações nas UTI’s

Durante a coletiva e café comemorativo, também foram dadas informações sobre as já concluídas obras de reforma e modernização da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Adulto e a UCO (UTI Coronariana).

A UTI Adulto comporta 11 leitos e a UCO, outros 4 leitos, totalizando cerca de 320m2 de área construída que recebeu intervenções, feitas com mão-de-obra própria e também com serviços terceirizados. O valor aproximado do investimento foi de R$ 100.000,00, em recursos provenientes de convênios específicos, cuja aplicação deve, por lei, ser em melhorias estruturais do hospital.

Entre os serviços feitos estão a substituição do piso por manta vinílica de alto tráfego, que favorece a limpeza e o risco de contaminação cruzada; a troca dos aparelhos de ar condicionado por máquinas novas, com maior capacidade, mais eficientes e econômicas, reforma completa da rede elétrica seguindo os padrões da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas); reforma da rede de vácuo dos leitos, checagem da rede de gases, com eliminação de pontos com vazamento e recuperação de pontos com defeitos; pintura completa, reforma e pintura de portas, reforma e pintura dos bate-maca (proteções nas paredes) do setor.

Para o diretor técnico da Santa Casa, Helder Camargo Preto, o principal objetivo desse investimento é o ganho de qualidade no atendimento dos pacientes. “Modernizar nossas UTI’s significa atender melhor quem precisa delas. E, em breve, vamos detalhar outros importantes investimentos nesses setores, em termos de novos e modernos equipamentos adquiridos”, diz ele.

“Legado” estrutural da Pandemia de COVID 19, quase R$ 4 milhões em equipamentos

A pandemia da COVID 19, lembraram os administradores da Santa Casa, trouxe desafios sem precedentes à instituição. Quase dois anos depois do início dessa emergência de saúde de proporções globais, o saldo foi de muito aprendizado e marcas importantes, além de acréscimos e incrementos no parque hospitalar que ficarão para o enfrentamento das demandas que a Santa Casa tem pela frente.

“Foi e ainda é um tempo dificílimo, especialmente, no que diz respeito à dor e perda irreparável para as famílias que perderam algum ente para a COVID19” diz o provedor Eduardo de Moraes. “Mas, apesar de tanto sofrimento, vimos nossas equipes se dedicarem heroicamente, vimos a união de vários esforços de diferentes setores e acrescentamos diversos equipamentos importantes, que ajudaram a salvar vidas e vão continuar ajudando”, comenta.

Ele lembra, ainda, que muitos funcionários da Santa Casa adoeceram por COVID19, e que não só os da linha de frente e da área hospitalar se dedicaram integralmente, mas, também todo o corpo de colaboradores das demais áreas. “Cada um fez o seu melhor, foi um período em que demonstraram, realmente, o amor que eles sentem pela nossa Santa Casa. Eles nos ajudaram muito a enfrentar esse tempo de grande provação”, afirma.

Segundo o gestor voluntário da Santa Casa, Hildebrando Xavier de Souza, foram integrados ao hospital quase R$ 4 milhões em equipamentos, como 25 ventiladores pulmonares, 27 monitores multiparâmetros, 1 monitor hemodinâmico, 1 monitor grau médico, 27camas hospitalareselétricas, 7 aspiradores cirúrgicos, aparelho de ultrassom portátil, aparelho de Raios X móvel motorizado, eletrocardiógrafo, 6 carrinhos de emergência, e outras centenas de dispositivos, mobiliários e componentes variados,adquiridos com verbas públicas, privadas, ou mesmo doados por empresários.

“Cada vida é única e insubstituível. Mas os esforços conjuntos fizeram com que a Santa Casa ajudasse Araras a ter uma das menores taxas de letalidade por COVID 19 de todo o Brasil”, comentou Xavier.

Em Araras a letalidade pela doença está em 2,1%, enquanto que no Estado é de 3,1% e no país, 2,8%.

Gestão e governança aprimorados

Principal hospital de Araras, referência SUS para mais quatro cidades – Leme, Conchal, Pirassununga e Santa Cruz da Conceição, municípios cuja população somada é de mais de 350 mil pessoas, a Santa Casa avançou no processo de profissionalização da gestão e passa a comunicar seus valores, serviços, desafios e realizações de forma mais dinâmica, sobretudo nas redes sociais.

As mudanças vieram na esteira de uma série de medidas que a Irmandade de Misericórdia, mantenedora da Santa Casa de Araras, bem como a administração do hospital, adotaram para melhorar a performance da instituição e recuperar sua capacidade de investimentos e inovação.

Ao longo dos últimos dois anos, a gestão da Santa Casa, apoiada pela Provedoria e Irmandade, reestruturou departamentos, assumindo a operação de alguns serviços, terceirizando outros por meio de parcerias criteriosamente estruturadas, bem como otimizando recursos materiais, tecnológicos e humanos, e aprimorando processos.

“Melhoramos muito o perfil e a administração da dívida do hospital, ganhamos fôlego e condições para comprar melhor e pagar nossos funcionários em dia, algo que consideramos uma conquista importantíssima, além de honrar o mais básico direito dos nossos colaboradores”, comenta Xavier. “Temos consciência de que se pudemos ter esses avanços agora, isso se deve também ao grande e valioso trabalho dos que nos antecederam”, ressalva.

Para o gestor, a Santa Casa está mais forte, e mais apta do que nunca a merecer o apoio dos setores público e privado, e da sociedade como um todo. “Melhoramos muito, mas temos imensos desafios e a Santa Casa precisa e merece sempre que todos colaborem, com esse que é um grande patrimônio para Araras e região, o grande pilar de sustentação da saúde da nossa população”, concluiu.

Parceria reforçada

O secretário municipal de Saúde, Agnaldo Píscopo, disse em seu discurso que a proximidade e a colaboração entre a Prefeitura e a Santa Casa nunca foram tão intensas. “A Santa Casa é o principal prestador de serviço em Saúde à Prefeitura. É onde qualquer cidadão, se precisar, sabe que será acolhido. E não é por favor algum de ambas as partes, que estamos mais próximos do que nunca. Temos uma interdependência, e nos ajudamos”, afirmou.

O prefeito Pedro Eliseu Filho reafirmou a importância da Santa Casa para a qualidade de vida da população. “Como pessoa, sou testemunha da importância desse hospital, que cuidou de minha mãe (Olga Eliseu, in memorian), e de uma de minhas filhas, que nasceu prematura, e foi tão bem cuidada, como todos aqui são bem cuidados, que ela está forte e saudável hoje, já uma moça”, comentou. “Hoje eu estou prefeito, amanhã não mais, outros virão, mas a proximidade e a parceria com a Santa Casa sempre serão fundamentais para nossa cidade”, disse.

Para 2022

O gestor voluntário Xavier aproveitou o encontro com a imprensa para dizer que as expectativas para 2022 são realistas e otimistas. “Temos grandes parcerias sendo articuladas, outras modernizações sendo viabilizadas e novos serviços que serão disponibilizados à população. Em breve daremos detalhes”, avisou.

26 de novembro de 2021

Santa Casa de Araras

 

Siga a gente nas redes sociais pelo @expressaoararas

Informações e sugestão de pauta ligue: (19) 9.9299-2057

 

#expressaoararas #expressao30anos #ivrolegado #mulheresdeexpressao #santacasadeararas #empreendedorismofeminino # memorias #gentedeexpressao #sociedade #noticias #ararassp #jornalismo #informacao #revistaexpressao #noticiasdeararas #educacao #reconhecimento #celebracao #perfilbiograficodeexpressao #expressaodigital

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.